Acessibilidade Aumentar Fonte Contraste

COMISSÃO VAI MEDIAR IMPASSE QUE PREJUDICA TRÂNSITO NA REGIÃO DO ATACADÃO

Objetivo é estudar alternativas de escoamento para o tráfego de veículos que utilizam o supermercado, após o fechamento dos portões de saída localizados na Rua Maurino Inácio de Oliveira; motoristas têm sido obrigados a rodar 1,7 km para retornar

O plenário da Câmara Municipal de Guarujá aprovou nesta terça-feira (14) a formação de comissão parlamentar com objetivo de mediar, junto à Prefeitura, solução para os problemas de trânsito e insegurança que têm ocorrido nas imediações do supermercado Atacadão, localizado na Av. Tancredo Neves, no bairro Sítio da Glória.
 
O grupo será presidido pelo vereador Wanderley Maduro (PPS) e terá como membros os vereadores Luciano Tody (MDB), Manoel Nequinho (PMN), Fernando Peitola (PSDB) e Pastor Sargento Marcos (PSB). Eles terão 120 dias para estudar alternativas de escoamento para o tráfego de veículos que utilizam o supermercado. O trabalho também será integrado por gestores da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão. 
 
Ao final, um relatório, com todos os apontamentos necessários, será apresentado ao plenário da Casa de Leis.
 
PROBLEMÁTICA
De acordo com Wanderley Maduro, que é o autor da iniciativa, em razão de problemas de segurança, a direção do Atacadão decidiu fechar seus portões de saída, que davam acesso à Rua Maurino Inácio de Oliveira, aos fundos do supermercado, o que vem gerando problemas aos munícipes que trafegam pela região.
 
"Se por um lado a medida resolveu o problema do Atacadão, por outro lado trouxe enormes prejuízos aos usuários daquele comércio, principalmente a quem reside na sede do Município, uma vez que para voltar às suas residências necessitam ir até o trevo de Morrinhos (que fica a 1,7 km de distância), retornando pela Piaçaguera".
 
Para ele, a solução, aparentemente, é bastante simples. "Com um pouco de boa vontade do estabelecimento e a participação da Prefeitura, com certeza encontraremos um caminho para resolver esse impasse, solucionando de vez o caso que já se arrasta há alguns anos", enfatiza.


Publicado em: 15 de agosto de 2018

Publicado por: ASSESSORIA