Acessibilidade   |   Aumentar Fonte   |   Contraste

VEREADORES COBRAM SERVIÇOS DE ILUMINAÇÃO

Indicação enviada ao chefe do Executivo questiona aparente demora na execução de melhorias; ainda em março, contribuintes passaram a pagar 50% a mais no valor da Cosip, mas, até o momento, poucos foram os avanços observados

Os vereadores de Guarujá cobraram, durante a sessão ordinária desta terça-feira (4), mais agilidade em relação aos serviços de iluminação pública, que desde maio estão a cargo da empresa FortNort Desenvolvimento Ambiental e Urbano.

Uma indicação apresentada pelo vereador Toninho Salgado (PSD) e subscrita por todos os demais edis presentes ao plenário foi encaminhada ao chefe do Executivo Municipal.

Nela, é apontada a aparente demora, seja na manutenção, seja na ampliação do parque de iluminação pública da sede do Município, assim como falhas ainda presentes na iluminação ornamental de toda a Cidade - a exemplo de praças, avenidas e da orla marítima.

POUCOS AVANÇOS

"A verdade é que, até agora, poucos avanços foram observados. Embora tenhamos aprovado um reajuste de 50% na Cosip (Contribuição de Custeio da Iluminação Pública), que começou a valer em março, e que será novamente reajustado no ano que vem, nossa cidade ainda está às escuras", chamou atenção Toninho Salgado - que teve as palavras endossadas pelos vereadores Naldo Perequê (PPS), Fernando Peitola (PSDB), Andressa Sales (PSB), assim como pelo vice-presidente do legislativo, José Nilton Doidão (PPS).

REVISÃO

Este último chegou a defender a revisão da Lei Complementar 067, aprovada em dezembro de 2017, que prevê novo reajuste da Cosip em março de 2019. "Isso foi aprovado mediante o compromisso de que os devidos investimentos fossem feitos. Ou seja, que houvesse o retorno desse dinheiro a mais que está sendo pago pelos contribuintes", enfatizou Doidão. Para ele, se a empresa não está correspondendo às expectativas, também não deve ter reajuste (mais detalhes abaixo).

SEGURANÇA

Já os vereadores Naldo, Peitola e Andressa chamaram atenção para importância da iluminação pública como instrumento de prevenção à criminalidade. "Trata-se de um fator determinante para redução dos índices de violência. E que precisa logo ser efetivado", resumiu Naldo Perequê.

SAIBA MAIS

Desde março deste ano, os contribuintes guarujaenses pagam 50% a mais de taxa de Contribuição de Custeio da Iluminação Pública (Cosip). A medida foi aprovada em dezembro de 2017, pela Câmara Municipal. Inicialmente, o Executivo queria que o reajuste fosse de 100%, mas, após negociações com os vereadores, chegou-se ao consenso de que esse aumento seria escalonado, metade em 2018 e outra metade em 2019.

Dessa forma, os valores cobrados a partir de março de 2018 passaram a ser, respectivamente, de: R$ 2,25 para contribuintes de baixa renda; R$ 9,00 para contribuintes residenciais e R$ 22,50 para comércios.

Em 2019, conforme prevê a Lei Complementar 067, os valores deverão ser elevados para, respectivamente, R$ 3,00, R$ 12,00 e R$ 30,00.


Publicado em: 05 de setembro de 2018

Publicado por: ASSESSORIA