Acessibilidade   |   Aumentar Fonte   |   Contraste

REQUERIMENTO QUESTIONA OBRA ABANDONADA

Localizada no topo do Morro do Pitiú, no bairro das Astúrias, obra abandonada há décadas tem sido motivo de insegurança à moradores do bairro das Astúrias

O plenário da Câmara Municipal de Guarujá aprovou nesta terça-feira (4/12) requerimento endereçado ao prefeito Válter Suman (PSB), questionando a situação do empreendimento, embargado judicialmente há três décadas, que fica localizado no topo do Morro do Pitiú, no bairro das Astúrias.
 
O documento, de autoria do vereador Wanderley Maduro (PPS), destaca os problemas de segurança que têm ocorrido nas imediações do prédio abandonado e sugere medidas para coibir a ação de marginais. Segundo Maduro, são inúmeros os transtornos que vem sendo causados à vizinhança do prédio abandonado - especialmente neste último semestre.
 
"Nos últimos meses, desocupados e usuários de drogas vêm aterrorizando os moradores do entorno. Relatos dão conta que local está sendo invadido diariamente, principalmente à noite", chama atenção o vereador, lembrando que em anos anteriores já houve duas ocorrências de morte no local.
 
Com base nessas informações, o vereador questiona se existe a possibilidade de a Prefeitura, ao menos, bloquear o acesso ao morro, que é feito pela Rua Gervásio Bonavides. Ele também pede informações sobre a situação jurídica que envolve a questão, a fim de estudar novas possibilidades de recuperação da área, que encontra-se em forte processo de degradação.
 
TRÂMITE - Com a aprovação do plenário, o requerimento agora segue para o Poder Executivo, que terá prazo de 15 dias (com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período) para responder aos questionamentos do vereador.


Publicado em: 07 de dezembro de 2018

Publicado por: ASSESSORIA