Acessibilidade   |   Aumentar Fonte   |   Contraste

CONCURSO DE REDAÇÃO PREMIA VENCEDORES NO PRÓXIMO DIA 29

Alunos que fizeram as melhores redações do concurso 'Prefeito por um Dia' e 'Presidente da Câmara por um Dia' serão recebidos pelos vereadores

A Câmara Municipal de Guarujá realiza no próximo dia 29/10 a tradicional sessão de entrega dos prêmios 'Prefeito por um Dia' e 'Presidente da Câmara por um Dia' aos alunos que fizeram as melhores redações sobre esses temas.
 
A cerimônia, que é anual, ocorrerá no plenário da Casa, antes do início da 33ª Sessão Ordinária. 
 
Nesta edição do concurso, duas alunas foram as vencedoras: Polyana Esther de Brito Balthazar, aluna do 7° ano da EM Vereador Francisco Figueiredo (Vila Zilda), e Grazielly Castilho Guimarães, do 8° ano da E.M Benedicta Blac (Perequê).
 
A primeira escreveu a melhor redação sobre o que faria se fosse eleita 'prefeita por um dia', e a segunda escreveu a melhor redação sobre o que faria se fosse eleita 'presidente da Câmara Municipal por um dia' (abaixo seguem os dois textos).
 
CRITÉRIOS
A escolha das redações vencedores foi feita através de uma comissão composta de educadores desvinculados das escolas concorrentes, sob a supervisão da Diretoria Municipal de Educação.
 
Disputaram o prêmio estudantes de 10 a 14 anos, de escolas de Guarujá e de Vicente de Carvalho. 
 
Além de bom desempenho na redação, faz parte dos critérios de seleção requisitos de aproveitamento, assiduidade e comportamento. 
 
 
Abaixo seguem as duas redações:
 
 
'SE EU FOSSE PREFEITA POR UM DIA'
Por Polyana Brito Balthazar 
 
Sei que ser prefeita por um dia é muito pouco para tantos problemas, mas se eu fosse iria dar mais atenção para determinados assuntos que fazem parte do cotidiano dos moradores do bairro Vila Zilda, pois devem ser tratados com cautela. Por exemplo: o saneamento básico, que com o crescimento populacional tem se intensificado, pois há necessidade de prevenção contra doenças e as chuvas que inundam casas.
 
Outra questão importante é a falta de conscientização dos moradores, pois observamos que ao lado de cada caçamba sempre há lixo fora dela.
 
Penso que seria interessante reunir jovens interessados em melhorar o meio ambiente para um trabalho de conscientização efetiva, embora reconheça que a prefeitura esteja sempre realizando vários trabalhos. Ainda assim, é importantíssima a prevenção constante dos moradores que deveriam ser os maiores interessados.
 
Este trabalho é de grande valor, pois a população é responsável pelos próprios atos e, com esse engajamento, todos seriam beneficiados com as boas ações.
 
Todos os anos, nós, estudantes, somos conscientizados do descarte correto de lixo, mas, mesmo com esses avisos, não vemos resultados positivos. Por isso acredito que uma cooperativa neste lugar seria essencial. 
 
Assim, os alunos levariam para escola “pets” que seriam depositadas em bags e, após cheias, seriam entregues à cooperativa e o dinheiro arrecadado seria utilizado para o reparo e manutenção da escola.
 
Outra providência urgente deve ocorrer na quadra poliesportiva, que atualmente está desativada e ocupada por moradores de rua e dependentes químicos. Caso essa quadra fosse reativada, os moradores iriam participar de diversas atividades. Isso, e muito mais, iria nos trazer uma qualidade de vida melhor para nossa população e dar um destino melhor a nossa cidade.
 
 
'SE EU FOSSE PRESIDENTE DA CÂMARA POR UM DIA'
Por Grazielly Castilho Guimarães
 
Se eu fosse presidente da Câmara Municipal por um dia, aprovaria um projeto de lei de gratuidade de tecnologia para todos os alunos da rede municipal que tivessem assiduidade e bom rendimento escolar. 
 
Também aprovaria um projeto para jovens recrutas exercerem o papel de agentes turísticos, ou seja, seria um estágio, uma oportunidade de um emprego temporário. Com isso novos turistas ganhariam lazer, cultura e conhecimento em apreciar (nossas praias, fortes, porto, ruínas históricas, entre outras atrações).
 
Eu aprovaria, ainda, um projeto de lei onde os cidadãos tenham a oportunidade de se reunir com os poderes do Executivo e Legislativo, a fim de expor as carências emergenciais de cada comunidade. Acredito que assim o desenvolvimento avança, quando a sociedade faz parte das políticas públicas.
 
Nossa cidade tem recebido muitos andarilhos, moradores de rua e ex-detentos que ficam à mercê da solidariedade alheia. Essa situação gera nas pessoas desconfiança, medo e violência entre moradores e turistas.
 
Voltando na questão da educação, sinto que na realidade de hoje é muito importante e necessário a saúde dentro da escola. Por isso criaria um projeto de lei que se faça ter em cada unidade escolar a inclusão de profissionais da saúde periodicamente, para atender a demanda de diversas necessidades, como: fonoaudiólogos, psicólogos, assistência social, psicopedagogo, oftalmologista - e, para trabalhar no resgate do estudante menor e resolver questões familiares que fogem do alcance da escola, a permanência do conselho tutelar.
 
Contudo, sendo lei aprovada, não pode ser “desmontada”, e sim aprimorada na troca de gestão.

 


Publicado em: 07 de outubro de 2019

Publicado por: ASSESSORIA