PROJETOS 'CÂMARA NO BAIRRO' E 'CÂMARA JOVEM' SÃO RECONHECIDOS EM PREMIAÇÃO NACIONAL

As duas iniciativas desenvolvidas pela Escola do Legislativo de Guarujá (ELG) receberam menções honrosas no III Prêmio Cultural da Associação Brasileira de Escolas do Legislativo e Contas (ABEL) - realizado nesta sexta-feira (10), em Goiânia.

Os projetos 'Câmara no Bairro' e 'Câmara Jovem', da Escola do Legislativo de Guarujá (ELG), receberam menções honrosas no III Prêmio Cultural da Associação Brasileira de Escolas do Legislativo e Contas (ABEL) - realizado nesta sexta-feira (10), em Goiânia. O evento destacou os melhores trabalhos desenvolvidos pelas escolas dos legislativos e tribunais de contas do País, visando aproximar suas ações junto às comunidades locais.

Para a diretora da ELG, Vanessa Ratton, trata-se de um reconhecimento importante e, sobretudo, motivador. "É o primeiro ano da nossa escola e concorremos com instituições de todo o Brasil. Quero agradecer a toda equipe da Câmara Municipal, assim como as escolas, clubes, igrejas e demais instituições que têm aberto suas portas a esses dois projetos", enfatiza ela.

MAIS DE MIL ATENDIMENTOS
Ao longo de três meses de realização, entre abril e setembro, os projetos 'Câmara Jovem' e 'Câmara no Bairro' estiveram presentes em 10 diferentes pontos da Cidade, reunindo um total de 1.124 munícipes, que expuseram aos vereadores suas demandas e opiniões acerca das melhorias que esperam por parte do Poder Público local.

Ao todo, foram encaminhadas aos vereadores 466 perguntas. Parte delas foi respondida já durante a realização desses encontros. E a outra parte, restante, foi respondida através dos gabinetes.

As localidades atendidas pelo 'Câmara no Bairro' foram: Vila Alice, Santa Rosa, Jardim Las Palmas, Morrinhos e Cachoeira/Santa Clara. Já as instituições de ensino atendidas pelo 'Câmara Jovem' foram: Faculdade Don Domênico, Unaerp, Etec Santos Dumont, Faculdade Guarujá - Uniesp e EM 1º de Maio.

Desses encontros, além de debates e esclarecimentos, indicações conjuntas foram apresentadas e, muitas delas, já atendidas. Outras ainda são aguardadas, tendo o devido acompanhamento dos vereadores que se comprometeram encaminhá-las. Todas ficam registradas em fichas, que são entregues diretamente aos edis, com dados e contatos do remetente.

PRINCIPAIS DEMANDAS
No caso do 'Câmara no Bairro', os principais assunto colocados em discussão pelos participantes foram Zeladoria (59%); Segurança (23%) e Saúde (18%). Já no caso do 'Câmara Jovem', os assuntos mais recorrentes foram Segurança (44%), Zeladoria (39%) e Saúde (17%).

"Com base nessas informações, muitos vereadores têm feito encaminhamentos ao Executivo, através de indicações e, até mesmo, elaborado projetos de leis", destaca o vereador e presidente da Câmara Municipal, Edilson Dias, que é o autor, tanto 'Câmara Jovem', como do 'Câmara no Bairro' - ambos instituídos pelo Projeto de Resolução Nº 15/2017, em vigor desde março.

Para ele, essas ações têm contribuído, sobretudo, para estreitar o contato entre a população e seus representantes. "Nosso objetivo era justamente esse: estabelecer uma relação de maior proximidade com os munícipes, e isso tem sido alcançado com êxito", comemora.

COMO FUNCIONAM
Durante as sessões, seja do 'Câmara Jovem', seja do 'Câmara no Bairro', há uma apresentação inicial sobre quais são os deveres e responsabilidades do Poder Legislativo. Na sequência, os vereadores podem usar da palavra durante três minutos cada, e os espectadores, por sua vez, fazer perguntas e expor os problemas que desejam ver resolvidos.


Publicado em: 10 de novembro de 2017

Publicado por: ASSESSORIA

Cadastre-se e receba notícias em seu email