PALESTRA DISCUTE ENSINO DA HISTÓRIA DE GUARUJÁ NA REDE MUNICIPAL

Atividade será realizada nesta quinta-feira (7/12) e ficará a cargo da professora Sônia Maria Vanzela Castellar, livre docente da Faculdade de Educação da USP, autora de vários artigos e trabalhos científicos sobre formação do professor e metodologia

Nesta quinta-feira (7/12), a partir das 19 horas, a Escola do Legislativo de Guarujá (Av. Leomil, 291, 2º andar) recebe a palestra 'Base Nacional Comum Curricular e a Importância do Ensino de História Local e Regional na Rede Municipal de Ensino', ministrada pela professora Sônia Maria Vanzela Castellar - livre docente da Faculdade de Educação da USP, autora de vários artigos e trabalhos científicos sobre formação do professor, metodologia do ensino e livros didáticos.

O evento contará com a participação de vários representantes do segmento educacional, a exemplo a professora e coordenadora do curso de História da Faculdade Don Domênico, Angela Omati Aguiar Vaz, e do secretário municipal de Educação, Renato Pietropaolo. Alunos do Ensino Médio da Escola 1º de Maio também devem participar das discussões.

POLÊMICA
A História de Guarujá foi recentemente motivo de discussão e polêmica, depois que os alunos do 5º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Myriam Teresinha, do Jardim Boa Esperança, tomaram conhecimento da biografia de Valêncio Augusto Leomil - nome que deu origem à Avenida Leomil. Apesar de ter conseguido a concessão da ligação férrea da Cidade, essa antiga personalidade local enriqueceu com apropriação de terras e comércio de escravos, além de ter assassinado um marinheiro inglês.

Ao saberem disso, os alunos chegaram à conclusão que ter uma avenida com esse nome seria injusto. e, então, resolveram propor que o logradouro seja denominado a partir de agora Avenida 20 de novembro, em homenagem à comemoração do Dia da Consciência Negra e a Zumbi dos Palmares, herói da resistência e símbolo da luta contra a escravidão.

SÉRGIO SANTA CRUZ
O fato foi amplamente comentado na mídia local e mobilizou representantes de diversos setores da sociedade local. Justamente por isso é que o vereador Sergio Santa Cruz (PRB) propôs a realização dessa palestra. A atividade irá subsidiar um futuro projeto de lei que pretende tornar a História de Guarujá obrigatória no currículo do Ensino Fundamental I e II.

O objetivo, segundo o vereador, é possibilitar que nossas crianças tenham conhecimento de sua própria História, possam entender cada vez melhor o presente e projetar um futuro democrático, inclusivo e solidário para a Cidade e seus moradores.

"Pretendo colher mais informações, a partir desse encontro, e conversar a respeito disso com o prefeito Valter Suman e o secretário Renato Pietropaolo. Trata-se de uma medida oportuna e necessária para a melhoria da Educação e das políticas públicas oferecidas pelo Poder Público", enfatiza.

SAIBA MAIS
A professora Sonia Castellar é livre docente da Faculdade de Educação da USP, autora de vários artigos e trabalhos científicos sobre formação do professor, metodologia do ensino e livros didáticos em Geografia para o Ensino Fundamental II. Foi consultora do MEC quando da elaboração da nova BNCC. Um de seus trabalhos mais recentes foi sobre a “Melhoria do ensino público: um estudo sobre as concepções de lugar, cidade, urbano e o uso do solo com professores e alunos do ensino fundamental da rede pública paulista”. Ela vem palestrsar em Guarujá, a pedido do vereador Sergio Santa Cruz (PRB).


Publicado em: 06 de dezembro de 2017

Publicado por: ASSESSORIA

Cadastre-se e receba notícias em seu email