Acessibilidade   |   Aumentar Fonte   |   Contraste

EMBUTIDOS DEVEM SER TOTALMENTE BANIDOS DA MERENDA ESCOLAR

Alimentos como salsicha, mortadela, carne enlatada, nuggets, dentre outros, devem ser 100% eliminados do cardápio das escolas guarujaenses

Por unanimidade de votos, o plenário da Câmara Municipal de Guarujá aprovou nesta terça-feira (28/05) o Projeto de Lei 099/2019, que proíbe o fornecimento de alimentos embutidos (como salsicha, mortadela, carne enlatada, nuggets, dentre outros) na merenda escolar das escolas da rede municipal de ensino.
 
A medida visa oficializar, através de lei municipal, procedimento que já vem sendo adotado pela Prefeitura de Guarujá.
 
O objetivo é assegurar que alunos tenham uma alimentação mais saudável, tendo em vista que as comidas processadas são comprovadamente maléficas ao organismo.
 
Afinal, além de compostas por carnes pouco nutritivas, que geralmente são descartadas (como vísceras, principalmente), elas ainda recebem adição de corantes, conservantes químicos, dentre outras substâncias nocivas e artificiais.
 
Ademais, estudos divulgados pela OMS (Organização Mundial da Saúde) apontam que o consumo excessivo de embutidos aumenta o risco de desenvolvimento de câncer - especialmente o de colorretal.
 
CARDÁPIO ADAPTADO
Na mesma sessão, também foi aprovado o Projeto de Lei 100/2019, do mesmo autor, que dispõe sobre a obrigatoriedade da rede municipal de ensino assegurar cardápio adaptado aos alunos com restrições alimentares ou diagnósticos clínicos que exijam alimentações diferenciadas. 
 
Para o autor da proposta, ao oficializar tais medidas, a Prefeitura contribuirá para a prevenção de doenças, além de elevar substancialmente a qualidade da merenda oferecida aos estudantes.
 
"No caso dos embutidos, é certo que o efeito desses alimentos é fortemente associado ao desenvolvimento da obesidade infantil, à redução da expectativa de vida e do aumento da incidência de doenças crônicas. Da mesma forma, o cardápio adaptado vai assegurar o bem estar dos alunos, especialmente os diabéticos, que são muito vulneráveis à alteração de taxas glicêmicas", destaca. 
 
TRÂMITE
Com a aprovação dos dois projetos pelo plenário, eles agora seguirão para análise do prefeito, a quem caberá sancioná-los ou vetá-los. Se sancionados, tornam-se leis municipais e entram em vigor a partir da data de publicação no Diário Oficial do Município.
 
CONFIRA NA ÍNTEGRA:
Para ter acesso ao conteúdo do Projeto de Lei 099/2019 e do Projeto de Lei 100/2019, acesse os links abaixo:
 
https://consulta.siscam.com.br/camaraguaruja/arquivo?Id=46704
https://consulta.siscam.com.br/camaraguaruja/arquivo?Id=46705

 


Publicado em: 28 de maio de 2019

Publicado por: ASSESSORIA